5_dicas

5 dicas para escolher o seu curso de idiomas por Skype

É 2017 e você ainda tem receio de estudar online por videoconferência?

Ainda não experimentou? Que tal tentar? Posso te dizer que um bom curso por Skype é tão bom quanto (ou até melhor que) um um bom curso presencial. Você estará com o seu professor e ele te auxiliará tanto quanto presencialmente, só que por meio de outras ferramentas. A preparação das aulas pode ser tão complexa e individualizada quanto em aulas in-company. O professor é o mesmo, a aula é a mesma, a única diferença é que será pela tela do computador 🙂

Vou listar alguns pontos com o intuito de te auxiliar a escolher um bom curso por videoconferência (Skype ou ferramentas similares) para que você veja como encaixar essa modalidade de estudos na sua rotina.

1) Escolha o prestador de serviços adequado

A consultoria de idiomas ou o professor autônomo escolhido deve ter experiência com a ferramenta aplicada à educação. Há ferramentas adicionais que podem ser utilizadas para dinamizar as aulas, ampliando as formas de colaboração, e há um universo imenso de possibilidades de abordagens educacionais. Pergunte ao professor como ele pretende usar a ferramenta.

2) Busque um serviço personalizado

Um curso por Skype deve ter o mesmo grau de customização que um curso presencial. As suas aulas serão preparadas exclusivamente para você de acordo com suas necessidades. Pergunte sobre o design do seu curso.

Cursos em massa existem e tendem a ser mais baratos justamente porque utilizam aulas padronizadas, ou seja, um mesmo material preparado sobre um tópico é aplicado para todos os alunos (mesmo que em aulas individuais). Já em um serviço personalizado, a sua aula sobre conference calls, por exemplo, será feita para você com base na avaliação do seu perfil de aprendiz. O investimento será maior, mas você terá um serviço de qualidade superior com foco nas suas metas de aprendizagem.

3) Não precisa saber usar o Skype previamente

Vários alunos que estudam na minha consultoria, a Expresse, estavam inicialmente inseguros por nunca terem usado o Skype previamente. No entanto, em poucas aulas, além de se sentirem confortáveis com a ferramenta, descobriram que além de usá-la para aprender inglês, podiam implementá-la para outros propósitos tanto no trabalho como em casa.

4) Faça sua aula de qualquer lugar

Basta ter uma conexão wifi de qualidade para fazer sua aula, o que quer dizer que você pode estudar em casa, no trabalho, no hotel durante viagens etc. Na minha experiência, percebi que essa flexibilidade reduz o número de faltas nas aulas e, consequentemente, o aluno se sente mais motivado e o aprendizado ocorre de forma mais eficaz.

5) Faça aulas com um professor, não apenas um falante do idioma

Sempre repito que, independentemente do curso que você escolhe, assegure-se de que está fazendo aulas com um profissional de educação de idiomas. Não basta ser falante da língua. Precisa ter treinamento e qualificação. O profissional para aulas por Skype precisa ser ainda mais qualificado pois deve saber aplicar estratégias específicas ao ensino por meio de tecnologia.

Se você já experimentou um curso por Skype e não curtiu, dê mais uma chance! Uma das minhas seis dicas pode te ajudar! Se nunca experimentou, por que não tentar e descobrir um novo universo de possibilidades para aprender ou aprimorar um idioma?

Caso tenha interesse, agende uma Tryout (avaliação por Skype) diretamente comigo em contato@expresse.com.br e conheça como a Expresse utiliza o Skype e outras ferramentas de maneira inovadora para o ensino de idiomas 😉

Até a próxima!

Deixe seu comentário: